Notícias >> Sustentabilidade

Sustentabilidade e estilo marcam a decoração com bambu

17 de abr de 2012 | Por: Seu Lar Aqui

A preocupação com a sustentabilidade e o meio ambiente motiva a busca por alternativas ao uso de recursos naturais, principalmente quando o assunto é decoração. Pensando nesse nicho de mercado, diversos profissionais estão optando pelo bambu para decorar os ambientes. Além de trazer um toque rústico, seu uso ainda proporciona a satisfação de estar contribuindo para evitar o corte de árvores e extração da madeira.

Ao contrário do que se pensa o bambu não é do tipo arbóreo e sim da família das gramíneas, tal qual a cana-de-açúcar. Danilo Cândia, engenheiro agrônomo e sócio-diretor da Carbono Zero, comenta que o bambu, mesmo não sendo madeira, chega a ultrapassar as madeiras de lei em durabilidade, densidade e resistência. Paulo Bustamante, designer e diretor da empresa A Bambuzeria, afirma que o sistema de crescimento desse tipo de planta é telescópico, ou seja, cresce apenas verticalmente e assim que o touceiro começa a dar brotos, eles já determinam a grossura que a planta vai ter.

Considerada a planta do futuro, o bambu gigante, após formar seu touceiro, permite colher até 800 metros de vara por ano devido ao seu crescimento acelerado em relação a uma árvore qualquer. Variando por espécie, clima e terreno, o tempo de maturação de uma vara de bambu é de aproximadamente três anos, sendo que a primeira colheita entre seis e dez anos. Paulo lembra que quanto maior for o calor, mais rápido o bambu matura suas fibras. Saiba mais sobre onde o bambu pode ser usado e como fazer a manutenção dele.

Danilo lembra que a versatilidade do bambu permite que ele seja aplicado nas mais diversas formas, como acessórios para banheiro e cozinha, mobiliário em geral e revestimentos para piso e paredes, tanto para a área interna quanto área externa. Apesar de parecer frágil, com o tratamento adequado é possível usar para montar estruturas, pilares, vigas, caibros e réguas para prender as telhas. Para a parte de revestimento, Danilo sugere que o bambu seja usado para pérgolas, jardins e revestimento de móveis. O material industrializado, geralmente importado da China, pode ser encontrado nos pisos laminados e compensados.

Mas para que o material mantenha suas características é preciso estar atento aos cuidados com a conservação. Paulo adverte que as peças em bambu precisam passar para um tratamento para que possam ficar expostas ao tempo. "Caso o bambu não passe por um tratamento adequado ele pode se deteriorar igual a madeira", lembra o designer. Danilo menciona também que o bambu realiza fotossíntese pelo caule, o que acarreta em acúmulo de nutrientes pela sua extensão e favorece o ataque de pragas, fungos e bactérias. Para que isso não ocorra, o engenheiro agrônomo comenta que é preciso imunizar o bambu através de processo químico antes de passar pela marcenaria.

A manutenção consiste basicamente em lixar o bambu e aplicar camadas de stain, um impregnante que protege e não necessita que a peça seja lixada antes da aplicação. Para ajudar na conservação, Danilo sugere que seja tirado o pó e que a peça seja limpa com lustra-móveis ou cera. Quando o bambu fica exposto diretamente ao tempo é preciso cuidado maior para que a peça não acabe se rachando com o tempo.

Fonte: BBel Uol

  • Imprimir

Notícias relacionadas

Quartos lúdicos ajudam crianças a superar medos

Móveis divertidos e interativos são bons aliados da decoração para ... Leia mais >


Diga sim ao bege na decoração; veja dicas para usar a cor

As cores fazem a cabeça de estilista e decoradores. Porém, ainda há... Leia mais >


Use a decoração para camuflar aparelhos eletrônicos

Livros podem ser utilizados para esconder roteador e como carregado... Leia mais >


Fotografias na decoração tornam ambiente criativo e intimista

Proposta resulta em efeitos modernos e personalizados na composição... Leia mais >


Cinco maneiras de criar uma decoração descontraída em casa

Seguir regras e tendências à risca nem sempre garante uma decoração... Leia mais >