Notícias >> Paisagismo

Quer pôr árvore na frente da casa? Escolha a espécie certa

09 de jul de 2012 | Por: Seu Lar Aqui

Para quem gosta de plantas, uma árvore na calçada é um belo cartão de visitas. Além das preferências pessoais, fatores como altura e diâmetro da copa devem ser levados em conta na hora da escolha. Afinal, isso evita que os galhos entrem em contato com a rede elétrica local, provocando choques e incêndios, além de impedir que os galhos encostem em outras plantas ao redor. “A pessoa precisa ter ideia do porte final da árvore e saber que a distância entre duas mudas, na hora do plantio, deve ser de, no mínimo, dez metros”, resume Maier Gilbert, engenheiro agrônomo e paisagista da Maier e Alê Pasagismo. Também vale pesquisar se ela solta muitas folhas e quanto de sujeira isso produz, os riscos de atingir os carros estacionados na rua e a calçada do vizinho. Tudo deve estar de acordo com a frequência que a limpeza do local será feita e com a disponibilidade de poda.

Segundo Gilbert, o ideal é escolher uma espécie que cresça o suficiente sem precisar de cortes. Já para a engenheira agrônoma Regina Calçada, uma boa dica é observar aquelas semeadas pelos vizinhos. “As árvores mais recomendadas para o plantio em frente às casas são o oiti, a quaresmeira e o ipê, dependendo da região e do costume local”, indica.

Existem plantas que não se dão bem na calçada. É o caso do fícus, cujo crescimento da raiz é agressivo, podendo ultrapassar a área do canteiro e provocar rachaduras no pavimento e até o rompimento de canos. Há também espécies que florescem, mas que não se adaptam ao plantio em calçadas, como a espirradeira.

Fique atento à área do plantio. Se a árvore ficar em um espaço muito pequeno, a água da chuva não poderá penetrar ao seu redor, e o tronco não vai se desenvolver. Além disso, pode limitar o crescimento. Um canteiro ideal deve medir, no mínimo, 80 cm por 80 cm. Para isso, a abertura inicial é de 40 cm de largura por 40 cm de comprimento e 40 cm de profundidade. Recomenda-se usar terra argilosa misturada ao solo com material orgânico, para que substrato ofereça mais nutrientes à planta. A terra em volta das raízes não pode ser muito compactada. Basta usar a mão. Após o plantio, regue a muda diariamente caso não chova.

Cuidados como fixar um tipo de gaiola (proteção feita de arame ou plástico) em volta da muda e aplicar cal ao caule não são necessários, a menos que choques ou contaminações por fungo representem um perigo para o crescimento da planta.

Diferentemente do que alguns pensam, a poluição das grandes cidades não prejudica o crescimento das plantas. “Ela pode até atrapalhar a respiração vegetal, mas não é suficientes para matá-la.”

Fonte: Terra

  • Imprimir

Notícias relacionadas

Inspire-se na decoração usada no filme 'Simplesmente Complicado'

A dica de cinema e de decoração de hoje é: Simplesmente Complicado!... Leia mais >


Augusto Perez dá toque de originalidade em decoração de cobertura

O designer de interiores Augusto Perez executou a decoração de uma ... Leia mais >


Conheça os maiores erros no projeto do quarto do bebê

Evitar totalmente o uso de cores fortes e entulhar o ambiente com m... Leia mais >


Cores podem transmitir diferentes sensações dentro de casa

Na hora de escolher a tinta da parede, lembre-se que as tonalidades... Leia mais >


Dicas para Banheiro

Com o decorrer das décadas, o banheiro passou de um espaço quase ne... Leia mais >