Notícias >> Decoração

De animais e pessoas se faz um loft em NY

31 de dez de 2012 | Por: Seu Lar Aqui

Fotógrafo e designer mostram estilo peculiar

 Se o mundo da decoração tivesse uma máxima, ela diria: mostre-me sua casa, e te direi quem és. A frase se revela especialmente verdadeira quando se trata de residências de profissionais criativos, de áreas ligadas à arte e à cultura. Quem se depara pela primeira vez com o loft de Arne Svenson e Charles Burkhalter em Tribeca, Manhattan, não consegue não pensar: “casa de artista!”. E ele de fato é.

Svenson é um renomado fotógrafo de arte, e Burkhalter é designer de interiores. O casal vive junto há 34 anos, mas há menos de 20 neste imóvel. Quando o adquiriram, em 1993, era apenas um plano vazio. Hoje, é num loft de 185 m² com ambientes abertos, dois banheiros, um escritório e um estúdio, para cada um deles poder trabalhar em seu próprio cantinho, duas salas de estar e um quarto. Peças de design (cadeiras Eames vintage são uma predileção especial) disputam as atenções com obras de arte, objetos inusitados e uma pequena coleção de animais empalhados.

Os bichos, aliás, ocupam lugar especial no coração dos moradores. Uma grande coruja de pelúcia vigia a sala de estar, peles de leão e zebra revestem caixas de cigarro e pequenos cacarecos, uma tartaruga sobe a parede da saleta de TV, e um cachorro guarda a estante de livros. O exotismo não para por aí. O único cômodo onde não há animais é o quarto - Burkhalter diz ter tido medo deles, e chegou a dormir com os olhos abertos por um tempo.

 Mas objetos que remetem a pessoas também estão espalhados por todos os cantos. É o caso da cabeça de cera de um homem chinês e de uma mulher com cabelo sob uma cúpula de vidro em uma mesa, uma orelha sobre a mesa de jantar de Le Corbusier, um bebê de pelúcia em um vidro, uma cabeça de palhaço de metal que serve de cama de gato abaixo de um aparador, retratos de crianças autistas, uma caixa em forma de coração que abriga os dentes falsos do falecido ator Jean Simmons e até uma perna artificial que fica logo na entrada. Tudo muito peculiar.

“Eles são objetos antigos para mim. Eu posso inventar uma história com tudo o que está aqui. A perna falsa, por exemplo, sempre me fascinou. Acho que ela é uma perna de mulher de 1940. Quando olho para ela, vejo uma fotografia de Helen Levitt, de uma mulher em Nova York, que vive sozinha em um cortiço no andar superior, porque ela só tem uma perna. Eu a vejo subindo e descendo as escadas e essa é a história dela”, devaneia Svenson.

Fonte: Casa Vogue

  • Imprimir

Notícias relacionadas

Quartos lúdicos ajudam crianças a superar medos

Móveis divertidos e interativos são bons aliados da decoração para ... Leia mais >


Diga sim ao bege na decoração; veja dicas para usar a cor

As cores fazem a cabeça de estilista e decoradores. Porém, ainda há... Leia mais >


Use a decoração para camuflar aparelhos eletrônicos

Livros podem ser utilizados para esconder roteador e como carregado... Leia mais >


Fotografias na decoração tornam ambiente criativo e intimista

Proposta resulta em efeitos modernos e personalizados na composição... Leia mais >


Cinco maneiras de criar uma decoração descontraída em casa

Seguir regras e tendências à risca nem sempre garante uma decoração... Leia mais >